Hamilton Ferpa

HAMILTON FERPA Artista visual e designer, atua construção e manipulação de imagens fotográficas digitais e objetos escultóricos utilizando metal e concreto. Atuou como professor no Instituto de Artes e Design da Universidade Federal de Juiz de Fora UFJF. É Bacharel e licenciado em Artes, Mestre em Comunicação e Sociedade e atualmente é doutorando em Artes, Cultura e Linguagens também pela UFJF, que tem como área de concentração teoria e processos poéticos interdisciplinares.

SER CABEÇA

[...] 
“Não mais se precisa de pernas para andar, tão pouco os pulmões para respirar. A carne está fadada ao fim, com valia prevista. 

Mas precisa ainda proteger tua cabeça. 

Aquele invólucro da alma, hoje vazio, de força e de sentido. Só resta a cabeça. 

Migram-se os membros, pela sobrevivência, migram-se também os órgãos, vão ao encontro dos sentidos. 

Sobrevive o corpo, com desejo de ser cabeça”

[...]

The Extropy, movimento criado por Natasha Vita-More em 1980 e está ligado às questões transhumanistas. O eixo central da corrente é a transcendência do homem por meio da tecnologia, desejam que a consciência do homem seja transferida para um chip de computador, deixando-o conectado à rede. O corpo é tomado como elemento descartável, esse é o manifesto no pensamento extropiano. O Extropy propõe a digitalização da consciência e assim a eliminação da carne. Essa digitalização requisitada no movimento de arte extropiana é um caminho a ser tomado para que se evite a morte, objetivando a vida eterna.

Técnica e/ou materiais:
Videografia digital.
Duração: 2:13