Patrícia Gomes de Almeida

Mestranda em Cinema e Audiovisual (orientanda da professora Patrícia Moreno). Especialista em Arte, Cultura e Educação e em Audiodescrição. Autora do livro Vendo Pão & Água – poesias e canções. Pesquisa cinema, cultura sonora e linguagens híbridas. Interessa pela produção da diretora japonesa Naomi Kawase e questiona como se utilizar dos recursos de acessibilidade para além da democratização dos espaços, mas sim como forma de desvendamento de novos olhares. Atua na área de produção cultural, poesia, videoarte e audiodescrição. Realizou com consultoria de Cida Leite (Bacharel em Direito e História, consultora em audiodescrição e cega) a primeira audiodescrição de um filme de Juiz de Fora (Móbile Haikai, de Lílian Werneck), assim como realizou a audiodescrição de diversos filmes para mostras dos CCBB desde 2017, como Borderline , de Kenneth Mack (1930). Promoveu a acessibilidade na Edição do Miss Brasil Gay 2019. Produz desde 2006 a Sessão Lanterninha do Festival de Cinema de Juiz de Fora. Ficou em primeiro lugar no Edital LAB MG 23/2020 com a pesquisa Atrás da poesia, apenas uma padeira. Realiza videoproduções experimentais em parceria com outros poetas e artistas.

Atrás da poesia, apenas uma padeira.

Ano de realização: 2021

Estado e cidade: Juiz de Fora/MG

 

Sinopse:

Vídeo experimental que questiona a arte nos tempos atuais. Traz um diálogo entre a poesia e a obra La Fornarina, de Rafael Sanzio (1483-1520).

 

Duração: 10 minutos
Equipe (ficha técnica):
Direção: Patrícia Almeida