Maurício Bittencourt

É artista e pesquisador. Mestrando na linha de Processos de Criação e Poéticas do cotidiano na UFPel sob orientação da Profª Drª Helene Gomes Sacco. Especialista em Poéticas Visuais pela UNESC, Especialista em Educação Estética: Arte e as perspectivas contemporâneas e Bacharel em Artes Visuais pela UNESC. Participa do Grupo de pesquisa Lugares-Livro da UFPel e do GPA - Grupo de Pesquisa em Arte da UNESC. Participou do Coletivo Laborativo. Participou de exposições coletivas como 13ª SNAI (Itajai-SC), Intercidades (Joinville-SC/Lansing(EUA), Apesar de Tudo (Criciúma-SC), +2 (Criciúma-SC) e Realizou 3 edições da Semana de Ocupação Urbana (SOU) em Criciúma-SC. Realizou a exposição individual Laborativo Unboxing em 2019 na Sala Edi Balod em Criciúma-SC. E recentemente da exposição “PARECE SE TRATAR DE ARTE” em 2021 na Sala Edi Balod em Criciúma-SC.

 

Cem títulos

A proposta do “Cem Títulos” vem como uma brincadeira as obras “Sem Título” e como os títulos são importantes na minha produção artística, muitas vezes começando por ele. Também na ideia da Tarja e da censura na hora de criar um trabalho (principalmente durante a pandemia), trago a lista como um exercício do pensar excessivo, esse pensar e elencar até a exaustão, trazendo nomes de trabalhos que nunca consegui levar adiante, trabalhando a ideia de frustração do artista e da mente como ateliê.

Técnica e/ou materiais: Cartaz/Imagem


Suporte/dimensões: Virtual

alguma coisa faltou aqui 

Alguma coisa faltou aqui, é uma intervenção que busca não adicionar algo ao espaço mas sim retirar. Ao sinalizar a falta de algo, e trazer a duplicidade do discurso (algo dito enquanto possível verdade) ele causa uma modificação no espaço que for intervir.

Surge também com a materialização de um dos 100 títulos nunca realizados.

Técnica e/ou materiais: Cartaz/adesivo ou Imagem


Suporte/dimensões: imagem

Perguntas Para Questionários (ou...) 

A proposta consiste numa publicação com um questionário com recortes de perguntas deslocadas de seu sentido original, que estão presentes em modelos de questionários corporativos trazendo um olhar poético-crítico sobre as impossibilidades dessas análises. 

Técnica e/ou materiais: ebook


Suporte/dimensões: ebook
 

Clique aqui para visualizar/baixar o ebook